É uma nova versão do Somtir criado no ano de 2003 para o “Rumos Dança do Itaú Cultural” A ousadia de buscar outras formas para a dança popular fez de Somtir um importante passo na carreira dos coreógrafos. Com os resultados do espetáculo Somtir, a dupla encontrou um novo caminho a ser percorrido, com infinitas possibilidades de investigação e criação de uma linguagem que teve como ponto de partida, as danças populares brasileiras. Somtir é o resumo do leque de possibilidades dentro do trabalho da dupla. Com a história, vivência e trajetória de dois corpos, do popular e a do erudito, buscando outras dinâmicas para os movimentos onde o ritmo da música popular deu espaço a diversos e diferentes tipos de sons, discutindo o processo de globalização da dança popular. Perguntas como: – É possível utilizar símbolos, adereços, instrumentos da cultura popular em outro contexto? A mudança do figurino e da música torna esta dança contemporânea?. Perguntas, como essas, foram feitas. A versão “.2” propõe um outro formato com relação à versão anterior, colocando o foco principal nos movimentos criados, elegendo a pesquisa de linguagem de movimento e suas questões como eixo principal.

ENG Soundsitive.2

This performance is a new version of the orginal Soundsitive created in 2003 for the program ‘Rumos Dança’, sponsored by Itaú Cultural Institute. The challenge and boldness of searching for new forms of presenting popular dance turned Soundsitive into an important step in the choreographers’ career. From that performance, the duo was able to find a new path to tread, with infinite possibilities of investigation and for the creation of an original language departing from Brazilian popular dance. Soundsitive summed up the many possibilities available in the meeting of the two dancers and their different trajectories, in other words the meeting of two bodies and two experiences, one popular and the other classical. In this search for new movement dynamics, popular music rhythms gave way to new sounds and steps, putting into question the issue of the globalization of popular dance. Questions such as ‘is it possible to use symbols, costumes and musical instruments typical of popular culture in another context?’ or ‘changing the music and the wardrobe could mean turning popular dance into contemporary dance’ were behind the creative process of ‘Soundsitive’. The ‘mark 2’ version proposes yet another format, focusing on the movements created and turning the research process itself into the spinal cord of the performance.


Para o vídeo completo contatar: [email protected]
For the full video please contact / Pour la vidéo complète s’il vous plaît contacter: [email protected]

Direção, pesquisa, criação e elenco: Ângelo Madureira e Ana Catarina Vieira  Iluminação: Juliana Augusta Vieira  Produção: Iara Maria Vieira  Direção geral: Ana Catarina Vieira